Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Sem respostas do Executivo, Vereadores continuam cobrando e lamentando descaso público com as estradas rurais e vias urbanas

Sem respostas do Executivo, Vereadores continuam cobrando e lamentando descaso público com as estradas rurais e vias urbanas

por Administrador publicado 03/03/2016 09h56, última modificação 03/03/2016 09h56
O vereador Hélio de Mello requereu encaminhamento de ofício ao MP, solicitando intervenção ao executivo, para que os estudantes do interior possam retornar para as salas de aula
Sem respostas do Executivo, Vereadores continuam cobrando e lamentando descaso público com as estradas rurais e vias urbanas

Estrada na localidade de Cadeadinho, entre o Distrito do Itapará e o município de Irati

      Na Sessão Ordinária do dia 29 de fevereiro, os vereadores apresentaram 14 requerimentos, sendo em sua maioria, pedidos de melhorias em vias urbanas. Semanalmente, em nome dos munícipes, são apresentados vários pedidos de melhorias, mas, as solicitações não estão sendo atendidas. Na palavra-livre, os parlamentares desabafaram e discorreram sobre temas que vêm preocupando e causando desconforto e prejuízos aos cidadãos em diversos setores.

       O vereador Antonio Celso de Souza destacou a visita feita no Centro Cultural Denise Stoklos. “No dia 25 de fevereiro, recepcionamos em Irati o Secretário Estadual de Cultura, João Luiz Fiani, o qual realizou uma importante visita técnica no Centro Cultural Denise Stoklos. Junto com ele, estiveram também membros da prefeitura e da Unicentro. O Secretário foi muito claro nas suas colocações, se colocando a disposição do município, reafirmando a intenção do governo de concluir a obra, porém, deverão ser feitos alguns ajustes no projeto, visto que hoje, o custo para conclusão gira em torno de R$ 10 a 11 milhões. E segundo o chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, o estado, no orçamento de 2016, não dispõe de tal recurso, mas, a intenção do governo é trabalhar para que o projeto entre no orçamento de 2017”, relatou Souza citando ainda o projeto de ampliação da rede de água, que o Estado já está trabalhando junto da Sanepar para nossa cidade. “Um investimento que gira em torno de R$ 7 milhões para os próximos meses e anos”.

        Hélio de Mello voltou a falar sobre a 20ª Romaria Penitencial do Itapará. “Na segunda-feira (22), fiz um convite a todos para o evento religioso que há 20 anos é realizado no Itapará. Mas, lamentavelmente, o evento foi cancelado, devido à falta de acesso a comunidade”, desabafou o vereador citando, e demonstrando através de fotos, as péssimas condições da estrada geral, principal, que liga o distrito ao município. “Uma região que trabalha, produz, gera seus impostos, mas que no dia da sua festividade, que já foi agendada ano passado, não teve condições de recepcionar os visitantes por falta de estrada”, lamentou Mello contando ainda que as pessoas que acabaram seguindo para comunidade, encalharam. De acordo com ele, a Romaria foi transferida para o dia 13 de março. “Esperamos que até lá a estrada receba manutenção e que o material colocado seja de qualidade”. O vereador citou ainda a posição da Câmara, que está sempre cobrando, apresentando requerimentos com pequenos mapas demonstrando os encalhadores ao executivo. “Iniciamos o ano letivo e as crianças estão sem transporte escolar. Gostaria que esta Casa encaminha-se ofício ao Ministério Público, solicitando intervenção junto ao Executivo, para que os estudantes possam retornar para as salas de aula, visto que inúmeros requerimentos, reuniões e audiência pública já foram realizadas, e até o momento não houve atitude por parte do executivo”.

      Rafael Felipe Lucas salientou o problema de identidade que a cidade está enfrentando. “Quando pensamos em administração pública associamos todas as conquistas da cidade, qual prefeito foi bom para o interior, qual conseguiu trazer indústrias para a cidade, qual foi bom para urbanização, enfim, são associações diretas. E este está sendo o nosso maior problema hoje, identificar o que vem pela frente. Não sabemos mais para que lado a cidade vai, que rumo vai tomar. Por exemplo, não sabemos mais como vai ficar a situação do interior de Irati. Basta meia hora andando nas ruas, ou meia hora caminhando no interior para escutar as reclamações das pessoas e com razão. O que nos entristece ainda mais é que nem a administração sabe para que lado vai. O que será da nossa cidade em 15 ou 30 anos?”, desabafa Lucas mencionando também a falta de interesse do município em adquirir terrenos que possam formar condomínios industriais. “As indústrias não vêm por um favor pessoal, não funciona assim. É necessário planejamento”.

        O Presidente Vilson Menon reforçou em nome da Polícia Militar a necessidade de agilizar o processo de construção da nova sede da 8ª Cia Independente. “Todos sabemos a dificuldade que foi para conseguirmos trazer para o município a 8ª CIPM. Segundo informações, no dia 5 de novembro de 2015, a Polícia encaminhou ao executivo um ofício solicitando algumas ações para dar andamento ao projeto de construção da nova sede. Porém, passaram-se mais de três meses e até o momento o ofício não foi respondido, causando preocupação, pois o projeto já está em fase de licitação junto aos órgãos de Estado. Novamente surge a palavra, planejamento. Desde novembro a espera de uma reposta para que consigam oficializar algo? Não estou cobrando ou batendo, mas o tempo está correndo e esta situação envolve diretamente a segurança dos nossos munícipes. Se queremos que Irati tenha um batalhão, é preciso atitude”. Outra situação apontada por Menon foi em relação aos requerimentos feitos, semanalmente, pelos vereadores solicitando melhorias de vias urbanas e das estradas rurais. “As ruas estão intransitáveis, abandonadas e as estradas rurais estão um caos, sem acesso. E, além de tudo isso, a cidade está suja em todos os cantos. Já escutei comentários de cidadãos dizendo que para cortar o mato teremos que pedir autorização do IAP”, desabafou o Presidente afirmando que capricho e planejamento é o mínimo que se espera de uma administração.

 Acompanhe a Sessão Ordinária completa, com o discurso dos parlamentares na íntegra no site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI