Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Projeto de Lei que inclui conteúdo de “Cidadania” no âmbito escolar resgata valores éticos e cívicos

Projeto de Lei que inclui conteúdo de “Cidadania” no âmbito escolar resgata valores éticos e cívicos

por Administrador publicado 09/12/2016 13h28, última modificação 09/12/2016 13h28
Projeto de Lei que inclui conteúdo de “Cidadania” no âmbito escolar resgata valores éticos e cívicos

Emiliano discorreu sobre a importância do projeto na palavra-livre

   O Brasil está passando por uma grave crise econômica, que somada a outras crises, está causando uma anomalia sócio-educacional-cultural no país. Visando resgatar os valores éticos, morais e cívicos, os vereadores aprovaram por unanimidade de votos o Projeto de Lei nº 024/2016, de autoria do vereador Emiliano Gomes, o qual dispõe sobre a inclusão do conteúdo de “Cidadania” no âmbito escolar da rede pública de ensino do Município de Irati.

   Com a Lei aprovada, as escolas municipais de ensino fundamental mantidas pelo poder público deverão incluir, dentro da disciplina cabível, o conteúdo de “Cidadania” aos alunos regularmente matriculados. O conteúdo programático visará desenvolver nos alunos noções sobre direitos e deveres, educação, cultura, ética, moral, patriotismo, meio ambiente, comunidade, sociedade, município, estado, país (união), poder executivo, legislativo e poder judiciário, democracia, interesse público, bem comum, planejamento econômico-financeiro, dentre outros temas pertinentes. 

   O Executivo desenvolverá os atos necessários para a implementação da disciplina, em especial as que tratem de conteúdo programático e carga horária. Conforme o autor do projeto, a crise familiar, moral, ética, política, juvenil, a crise da saúde e a crise do caráter tem provocado uma verdadeira inversão de valores, onde o que vale mais é o ter em detrimento do ser. “Ter dinheiro, conforto, bens, status, enfim ter, ter e ter passou a ser prioridade, enquanto ser ético, moral, bom, altruísta e exemplo tem ficado em segundo plano e, em alguns casos, em último plano. Perante estas dificuldades, os nossos jovens estudantes estão desestimulados frente principalmente a política”, destaca.

   Para Emiliano, hoje o Brasil tem uma visão extremamente limitada do conceito de cidadania. “Na política, a triste constatação de que a corrupção, as negociatas, as estratégias mórbidas para alcançar-se o poder e manter-se nele vem fortalecendo um exército de interesseiros individualistas”, afirma.  

   Quanto à Educação, Gomes ressalta que toda criança e todo jovem têm o direito de aprender o sentido da cidadania na sua concepção mais ampla. “Portanto, é dever da escola ensinar e agir fundamentada nos princípios da democracia, da ética, da responsabilidade social, do interesse coletivo, da identidade nacional e da própria condição humana. Todos os valores e comportamentos sociais, são frutos de uma Educação de qualidade, que além de transmitir ensinamentos científicos, também deve transmitir valores humanos e morais”.  

   Por fim, segundo o autor do projeto Emiliano, com a inclusão de temas relacionados à Cidadania no currículo escolar das escolas públicas municipais, pretende-se estimular a reflexão do pensamento voltado aos valores éticos e cívicos necessários ao convívio social.

(Assessoria Câmara Municipal)

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI