Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Projeto de Lei institui Campanha de Prevenção ao HPV

Projeto de Lei institui Campanha de Prevenção ao HPV

por Administrador publicado 06/08/2015 13h20, última modificação 06/08/2015 13h24
“As variações do vírus são responsáveis pela morte de aproximadamente 230 mil mulheres por ano em todo o mundo’, afirma o autor do projeto Emiliano Gomes
Projeto de Lei institui Campanha de Prevenção ao HPV

Conforme Emiliano, as campanhas deverão ser permanentes na rede pública de saúde

        Considerando que grande parte da população ainda desconhece os males do HPV (Papiloma Vírus Humano) e suas formas de contágio e a relevância do tema para a Saúde Pública, o Projeto de Lei nº 016/2015, de autoria do vereador Emiliano Gomes, foi aprovado com emendas por unanimidade de votos dos vereadores, seguindo para sanção do prefeito municipal.

           Com a Lei aprovada, fica instituído no município, a Campanha de Prevenção e Tratamento do HPV e do Câncer do Colo do Útero, entre outras providências. As ações de prevenção a serem desenvolvidas pela administração, de acordo com Emiliano, consistirão em campanhas permanentes na rede pública de saúde, com a finalidade de divulgar nos diversos segmentos da sociedade a importância principalmente da prevenção. “A rede pública de saúde divulgará, através de suas equipes, em todas as suas unidades, o protocolo de prevenção, atendimento, diagnóstico e tratamento do HPV e do Câncer do Colo do Útero”, destaca o vereador afirmando ainda que o poder público deverá também envidar esforços para disponibilizar na Rede Pública de Saúde a vacinação e imunização gratuita contra o HPV para meninas entre 9 e 16 anos de idade.

            Conforme o autor do projeto, o Câncer do Colo do Útero quase sempre é provocado pelo HPV, que é responsável por 95% dos casos. É o terceiro tipo de câncer mais comum no país, ficando atrás apenas do Câncer de Pele e do Câncer de Mama. “É transmitido principalmente pela relação sexual, podendo ocorrer também pelo contato, independente da consumação do ato, causando lesões de pele ou mucosas. As variações desse vírus são responsáveis pela morte de, aproximadamente, 230 mil mulheres por ano em todo o mundo”, alerta o parlamentar reafirmando a importância da vacina, que além de prevenir o Câncer do Colo do Útero, tem ação profilática nos pré-cânceres causados pelo HPV e nas lesões précancerosas de baixo grau.

              Ainda de acordo com Gomes, uma pesquisa recente demonstrou que 50% da população masculina podem ser portadora assintomática do vírus, por isso, a importância da campanha permanente para divulgação, prevenção e tratamento desta patologia, incluindo, a disponibilização da vacina pela Rede Pública de Saúde. “Dessa forma, esta Lei trará grandes benefícios para a população, por tratar de um vírus facilmente transmissível e ser uma doença assintomática, minimizando os gastos públicos com o tratamento do câncer, cirurgias, internação hospitalar, quimioterapia, radioterapia, entre outros”, conclui.

 

(Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Irati)

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI