Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / PLs que denominam ruas no Loteamento Pinheiros e no Parque Industrial do Aeroporto são aprovados

PLs que denominam ruas no Loteamento Pinheiros e no Parque Industrial do Aeroporto são aprovados

por Rafaella Maier publicado 18/05/2017 14h11, última modificação 18/05/2017 14h11
PLs que denominam ruas no Loteamento Pinheiros e no Parque Industrial do Aeroporto são aprovados

As proposições foram elogiadas pelos parlamentares e aprovadas por unanimidade de votos

   Na Sessão Ordinária do dia 15 de maio, aprovou-se em segunda votação por unanimidade de votos os Projetos de Lei do Legislativo nº 010 e 011/2017, que denominam ruas do município, com nomes de cidadãos iratienses, in memoriam, pelos relevantes serviços prestados a sociedade.

   De autoria do vereador Jose Bodnar, o PL nº 010/2017, denomina a Rua “02”, do Loteamento Pinheiros, de Rua Eugênio Manoel Mendes. Já o Projeto de Lei nº 011/2017, de autoria dos vereadores José Bodnar e Valdenei Cabral da Silva, denomina a Rua “08”, do Parque Industrial do Aeroporto, de Rua José Jorge Rogal de Andrade. 

   Conforme os proponentes, o ato de dar nome a uma rua ou logradouro é tido por muitos como algo menor, por vezes citado até em tom de crítica. “Mas imaginem morar em uma rua sem nome, não podendo receber uma carta, uma conta de luz e nem mesmo explicar corretamente a alguém onde mora”, destacaram os vereadores reafirmando a importância das denominações. “Na maioria das cidades brasileiras os nomes de ruas só podem ser atribuídos a pessoas já falecidas. E em Irati não diferente por Lei, as denominações também reconhecem iratienses que já não estão mais entre nós. A comunidade, inclusive, pode fazer sugestão, levando em conta o nome de uma pessoa que foi importante para determinada comunidade”, enfatizaram os vereadores Bodnar e Cabral.

EUGENIO MANOEL MENDES”

   Nasceu em 1882, na cidade de Irati. Participou da vida política do município, fazendo parte da primeira Legislatura da cidade. Na época, os vereadores eram chamados de Camaristas até 1935, sendo que a partir desta data a denominação passou a ser de Vereador. A Primeira Legislatura tomou posse em 15 de julho de 1907, com os seguintes Camaristas: Presidente - Benedicto de Moraes e demais Camaristas: Augusto Alfredo de Cristo; Cesar Bitencourt e Juvenal de Paula Pires Paulo Xisto Vicente de Benedicto. Os suplentes foram: Antônio Ferreira Pontes, Eugenio Manoel Mendes, Francisco de Paula e Silva, Joaquim Manoel Pereira Manoel José Pedrozo e Pedro Floriano Artigas.  Eugênio Manoel Mendes, foi político e músico do Grêmio Musical Iratiense, tocou na instalação do Município, sob a regência do Maestro Abílio Augusto de Carvalho Bastos, quando ocorreu o desmembramento de Imbituva no dia 15 de julho de 1907. Tomou posse como Suplente de Camarista junto com o primeiro prefeito de Irati Emílio Batista Gomes.

“JOSÉ JORGE ROGAL DE ANDRADE”

  Nasceu no dia 26 de abril de 1959 na cidade de Rebouças. Viveu toda a sua infância no interior, trabalhando desde cedo junto dos pais na lavoura. Por ser de família católica, sempre foi muito ligado à Igreja. Costumava dizer: “Deus deve estar em primeiro plano na vida da gente, o restante é acréscimo”. Homem honesto e de muita fé, Jorge ensinou esses valores aos filhos, esposa e amigos. Muito jovem veio para Irati, onde obteve seu primeiro emprego no extinto Supermercado Glinskão da Liberdade, como açougueiro. Após algum tempo, foi convocado para o serviço militar no quartel da Lapa. Depois voltou a trabalhar em Irati na extinta Frampol, loja de eletros que ficava no centro de Irati. Logo após começou a trabalhar por conta própria, fabricando peças de madeira e comercializando veículos. Na sequência, casou-se com Jussara Bageski e tiveram três filhos: Rafaela, Wilian e Eduardo. Logo, Jorge montou um pátio de revenda de usados. Pioneiro no ramo e muito persuasivo foi ganhando credibilidade, conquistando clientela de centros maiores como Cascavel, Maringá, Ponta Grossa e Curitiba. Como era um grande comerciante, conseguiu também a bandeira da Concessionária Fiat para abrir loja em Irati. Em sociedade com Gilmar Rebesco deu início aos trabalhos da loja ‘Fiat Templo Veículos’ no centro da cidade. Além da revenda de veículos novos, a empresa contava também com loja de peças, oficina mecânica e funilaria, gerando muitos empregos. Devido ao grande sucesso montou também uma filial na cidade de Prudentópolis. Jorge fazia muitas viagens na região, e em umas dessas, aconteceu uma fatalidade. Voltando de Guarapuava, junto de Geraldo, seu irmão mais novo, “braço direito”, chocou-se com duas árvores na beira da estrada. Infelizmente, Jorge não resistiu e acabou falecendo no dia 12 de agosto de 1997. Motivo de grande comoção na cidade, devido ao seu carisma e amizade conquistada junto a sociedade. 20 anos após a sua morte Jorge ainda é lembrado pelos familiares e amigos com muito carinho e saudades.

   Os Projetos de Lei aprovados pelo Legislativo seguem agora para sanção do prefeito e posterior denominação das vias.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI