Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Na Tribuna, vice-presidente da ADECSUL explana sobre os trabalhos turísticos na “Terra dos Pinheirais”

Na Tribuna, vice-presidente da ADECSUL explana sobre os trabalhos turísticos na “Terra dos Pinheirais”

por Rafaella Maier publicado 02/11/2017 10h13, última modificação 02/11/2017 10h13
Na Tribuna, vice-presidente da ADECSUL explana sobre os trabalhos turísticos na “Terra dos Pinheirais”

Estela Mara Rosa

    A convite do Presidente Helio de Mello, autor do projeto de lei 030/2017, a vice-presidente da Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Estado – Adecsul, Estela Mara Rosa, fez uso da Tribuna da Sessão Ordinária do dia 31 de outubro para explanar sobre os trabalhos e importância da entidade no território. Tais informações trazem maior embasamento para que a Casa possa aprovar com segurança e transparência o PL 030, que declara de Utilidade Pública no Município a Adecsul.

    Estela fez um breve relato do histórico e importância da Agência dentro do cenário do turismo regional, municipal e estadual. “Fundada em 18 de fevereiro de 2000, a entidade nasceu do Turismo, mais especificamente, do engajamento da organização do setor com os Monitores de Turismo, por meio do Programa Nacional de Municipalização do Turismo (PNMT) - desenvolvido durante a gestão do governo FHC. Promove direta e indiretamente o desenvolvimento socioeconômico das municipalidades integrantes de sua jurisdição, AMCESPAR, AMSULPAR e, mais recentemente, Guarapuava. São 20 municípios no total”, contou a vice-presidente.

    A Agência de Desenvolvimento, conforme Estela, já é reconhecida de Utilidade Pública Estadual (Lei 18205 de 29 de agosto de 2014), bem como, de Utilidade Pública Municipal nos municípios de União da Vitória e Rio Azul, e foi igualmente reconhecida pelo Governo do Paraná, em 2005, como entidade Gestora da Instância de Governança da Região Turística ‘Terra dos Pinheirais’. “Integra oito superintendências e câmaras setoriais, abertas inclusive à participação popular, garantindo profundidade nas abordagens dos temas de interesse do desenvolvimento microrregional”, frisou a vice-presidente da entidade.

    Para Estela, o reconhecimento da agência como de utilidade pública no município fortalecerá a instituição. “Estamos sendo reconhecidos em vários municípios. O nosso objetivo é que a Agência não seja mais uma instituição de voluntários e sim de profissionais, turismólogos, temos uma universidade e potencial para nos tornarmos uma instância de governança de peso como no Estado, onde existem três organizações apenas que trabalham de forma ampla o turismo. “A Adecsul, a primeira, surgida em 2000. A Agência Sudoeste e a Rede de Turismo, que pertence ao presidente da Paraná Turismo. Somos muito respeitados no Estado”, afirmou a vice-presidente da Agência agradecendo o espaço cedido pela Câmara e a aprovação do projeto já em primeira votação.

    O Vereador Roni Surek agradeceu a explanação, que segundo ele, trouxe um vasto conhecimento na área do turismo. “Eu sonho com Irati e região mais forte nesta área. Temos inúmeros locais para explorar”, frisou Surek parabenizando Estela por levar e elevar o nome de Irati aos cantos e recantos do país e até para o exterior.

    O autor do projeto, Presidente Helio de Mello também agradeceu as informações repassadas, as quais com certeza trouxeram maiores esclarecimentos sobre a existência da Adecsul e o importante trabalho que a entidade realiza no território. “As informações asseguram o nosso voto favorável para que esta importante entidade, que responde pela Governança Regional de Turismo da Terra dos Pinheirais seja declarada de utilidade pública no município”.

    O Projeto de Lei que declara de utilidade pública a Adecsul já foi aprovado em primeira votação, por unanimidade de votos, e segue agora para segunda votação na sessão ordinária do dia 7 de novembro.

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI