Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Frei Antoninho é homenageado com Título de Cidadão Honorário

Frei Antoninho é homenageado com Título de Cidadão Honorário

por Rafaella Maier publicado 09/08/2017 10h41, última modificação 09/08/2017 10h41
“Comece fazendo o necessário, pois com todos os esforços fará o que é possível e sem perceber estará fazendo o que julga impossível. O céu está em festa e nós também, porque homenageamos um verdadeiro servo de Deus, que doou sua vida às pessoas”, destacou Roni Surek
Frei Antoninho é homenageado com Título de Cidadão Honorário

Vereadores, prefeito, homenageado, padres e amigos franciscanos presentes durante a solenidade

   “Uma noite santa”, assim resumiu o proponente da honraria, vereador Roni Surek. A Sessão Solene de outorga de Título de Cidadania Honorária ao Frei Antoninho Martins Ferreira, no dia 7, foi prestigiada por padres, freis capuchinhos, membros da OFS e da Jufra de Irati e amigos do homenageado. Participaram da entrega da honraria, o Presidente da Câmara Helio de Mello, o prefeito Jorge Derbli e o Frei Evandro Aparecido Souza, representante do Ministro Provincial do Paraná e Santa Catarina.

   Conforme o Presidente Helio de Mello, o Título de Cidadão Honorário é uma homenagem prestada pelo Legislativo, a qual evidencia o quanto a população de Irati é grata ao Frei Antoninho, que desenvolve sua missão exercendo o ministério do evangelho, restaurando famílias e motivando as pessoas a terem um relacionamento com o criador. “É um homem de Deus, que sempre ajudou muitas pessoas a se voltarem ao caminho do bem”, afirmou.

   O proponente da honraria, Roni Surek cumprimentou o homenageado, que adotou Irati como sua terra e convidou o franciscano e presidente da Alacs, Herculano Batista, para fazer a leitura do vasto currículo do Frei, que nasceu em São Paulo no ano de 1941. Foi estudante, professor e reitor do Seminário Santa Maria, sendo um grande incentivador junto aos vocacionados. Iniciou seus estudos em 1956, e foi ordenado diácono em 1969, quando teve também sua ordenação sacerdotal. Trabalhou por mais de 15 anos em Irati, permanecendo até os dias hoje como Frei Assistente da OFS e Jufra de Irati – Fraternidade São Leopoldo Mandic da Capela São Francisco de Assis, pertencente a Paróquia Nossa Senhora da Luz. “Está com 75 anos, tendo 55 de vida religiosa e 48 anos de vida sacerdotal”, afirmou Herculano parabenizando o Roni por esta iniciativa iluminada.

   Conforme o proponente da honraria, “há muito tempo que eu não via um cidadão venerar e ser tão apaixonado pelo chão e pelo povo iratiense, este título é mais do que merecido”, enfatizou Surek parabenizando o Frei Capuchinho: “tenho certeza que São Francisco intercedeu a Deus para que Ele o convidasse para ser Frei, pois o senhor é um legítimo representante de São Francisco, é humilde, alegre e fez o voto da pobreza, além de dedicar toda a sua vida a Deus e as pessoas”. Emocionado, Roni presenteou o homenageado com a imagem de Cristo Rei.

   O homenageado Frei Antoninho agradeceu a honraria, relatando parte da sua história em Irati, que somam 61 anos. “Eu entrei na história de Irati e Irati entrou na minha história”. De acordo com ele foram muitas as histórias vividas no Seminário e a disciplina sempre foi fundamental e marcante. “Que Deus me dê a graça de continuar produzindo nas pessoas aquilo que me deu o dom”, afirmou o Frei parafraseando: “Não aceite como favor aquilo que é lhe é de direito, todos nós temos o direito de sermos felizes”.  

   Representando a Ordem Franciscana de Irati, Vanderlei Kawa, agradeceu aos Freis pelos ensinamentos e lições de vida de amor, fé, carinho, acolhida e fraternidade, respeitando as pessoas com suas diferenças. O Frei Evandro Aparecido Souza parabenizou o homenageado pelo Título. “Os frades marcaram presença nesta cidade amada durante 35 anos, fizeram história, amaram e foram amados. Doaram suas vidas, partilharam inteligência, sabedoria e receberam muito desse povo. Nós Freis nos sentimos honrados com este título. O maior de todos os bens, a maior marca que podemos deixar para alguém é o conhecimento, isso ninguém nos tira. E o senhor foi um grande educador, no tempo que esteve em Irati e nas vezes que passou por aqui”, enfatizou Evandro dizendo que o maior dom que Deus o concedeu não foi o de tocar piano e violão, e sim o de tocar a alma de cada um de nós com suas palavras, presença e testemunho.

  O prefeito Jorge Derbli elogiou a postura dos Freis que com seus dons ensinam, orientam, encaminham e evangelizam. “Fico feliz de estar hoje encerrando as atividades alusivas do aniversário de Irati com esta homenagem”, frisou o prefeito relembrando, in memoriam, Agostinho Boscardim, que muito prestigiava os padres do Seminário. “Hoje não temos mais o Seminário, mas temos a Unicentro, que continua formando cidadãos e trazendo benefícios para a comunidade”, finalizou Derbli afirmando: “Não aceite de favor este título que lhe é de direito. Parabéns”.

   Durante a solenidade, o músico Thomaz Chiqueto fez uma bela apresentação e o Diácono Luciano Ferreira da Silva apresentou a Oração de São Francisco em canto gregoriano. O proponente Roni Surek frisou que as festividades de aniversário iniciaram com hasteamento das bandeiras e homenagem aos Bombeiros, que salvam vidas, e agora encerram-se com este brilhante evento, que homenageia o Frei Antoninho, o qual além de salvar vidas com seus conselhos e ensinamentos, salva almas com sua evangelização.

   Antes de encerrar o Presidente Helio de Mello mais uma vez parabenizou o homenageado pelas conquistas através da fé e da fraternidade. “Que esta honraria sirva como incentivo para que o espírito de cooperação prevaleça sempre”.

 (Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

 

 

 

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI