Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Diante da crise econômica do país, vereadores retiram de pauta Projeto de Resolução nº 005/2016

Diante da crise econômica do país, vereadores retiram de pauta Projeto de Resolução nº 005/2016

por Administrador publicado 19/10/2016 10h39, última modificação 19/10/2016 10h39
Diante da crise econômica do país, vereadores retiram de pauta Projeto de Resolução nº 005/2016

População lotou o plenário para acompanhar votações

   Com a casa lotada, na Sessão Ordinária do dia 17 de outubro, dois projetos de lei foram lidos no Expediente. Na Ordem do Dia, os vereadores discutiram e votaram três projetos de lei do Executivo e Legislativo e retiraram de pauta o Projeto de Resolução nº 005/2016.

    Durante o Expediente, o 1º Secretário Antônio Celso de Souza leu um ofício encaminhado pelo Ministério Público, com cópia do ofício do Observatório Social de Irati, solicitando informações acerca do Projeto de Resolução nº 005/2016.

   Antes de passar a Ordem do Dia, diante do ofício encaminhado pelo MP e da pressão popular, o Presidente Vilson Menon retirou de pauta o projeto, que concede reposição salarial, nos subsídios dos vereadores, retroativo a abril de 2016.

ORDEM DO DIA

    Na Ordem do Dia, em segunda votação foram aprovados por unanimidade de votos o PL nº 022/2016, que denomina a Rua “01” da Colina Nossa Senhora das Graças, de Rua Jair Griczinski e o Projeto de Resolução nº 004/2016, que autoriza o Legislativo Municipal a abrir crédito adicional suplementar no valor de R$ 82.000,00.

   Já o Projeto de Lei nº 123/2016, que autoriza o Executivo a abrir crédito adicional suplementar na importância de até R$ 2.300.000,00 a pedido do vereador Hélio de Mello foi aprovado por unanimidade de votos, com a dispensa do interstício legal, em única votação. De acordo com Mello, trata-se de uma importante propositura sobre o transporte escolar, que precisa de dotação orçamentária. “O transporte recebeu pela última vez no mês de agosto, por isso, precisamos agilizar essa complementação para que os pagamentos sejam efetivados”. O vereador Antônio Celso de Souza afirmou que esta abertura de crédito gerará em torno de R$ 330 mil ao mês para o transporte. “Aprovamos o crédito em prol dos estudantes, que precisam do transporte, mas estaremos atentos e fiscalizando os valores através das notas de empenho, que devem, obrigatoriamente, estar disponíveis no Portal de Transparência da Prefeitura”.

PALAVRA-LIVRE

   Na palavra-livre, o vereador Antônio Celso de Souza comentou sobre a falta de comprometimento do executivo nos últimos quatro anos em relação as obras do Centro da Juventude e do Ginásio Municipal de Esportes, as quais inclusive já estão com recursos alocados dentro do Estado. Sobre o projeto do executivo dos 13 milhões, que assegurava parte do valor para o Ginásio, segundo Souza, nem mesmo o secretário de planejamento da época, Claudio Ramos, soube repassar informações sobre a finalidade do projeto, que deveria ter vindo para a câmara muito bem embasado. “Como votaríamos um projeto assim na escura? Depois disso, o executivo agiu de má fé, colocando a culpa de tudo, inclusive da precariedade das ruas da cidade, no Legislativo. Mas, nós fizemos a nossa parte, preservamos o dinheiro público”.

   Sobre o Projeto de Resolução que concede reposição salarial aos vereadores, Emiliano Gomes reafirmou sua posição contrária o qual, inclusive, votou contra recentemente o PL que fixou os salários para a próxima legislatura. “O patrão é o povo, e nós somos os funcionários. Parabenizo a população pela pressão e postura”. Sobre o projeto dos 13 milhões citado pelo vereador Antônio Celso, “é uma vergonha, um projeto chegar nesta casa sem justificativa coerente, sem planejamento”. Gomes disse ainda que repudia as atitudes do atual prefeito, que vem tentando passar rasteira no prefeito eleito Jorge, com várias tentativas na justiça. Em um aparte, o vereador Amilton Komnitski disse ainda que o atual prefeito cometeu um crime mandando fechar a “Casa Verde”, que encaminha para as consultas especializadas, suspendendo todos os exames até o final do ano. “Mas graças a força deste Legislativo conseguimos, através do Ministério Público, reabrir o espaço e continuar com os atendimentos, que é direito dos cidadãos”.  

    José Renato Kffuri agradeceu os votos recebidos durante o pleito eleitoral, colocando-se à disposição da população, mesmo não tendo sido eleito. “Continuarei buscando recursos e desempenhando meu trabalho principalmente na área da saúde com muita dedicação como sempre fiz”.

    Hélio de Mello manifestou sua preocupação em relação a educação no país. “O que querem fazer com a nossa educação? Meia dúzia de pensantes que entraram pela porta dos fundos estão tentando criar um modelo que copiaram não sei de onde. Não podemos permitir e estou junto com todos os professores nesta luta”. Sobre o Dia do Professor comemorado no dia 15 de outubro, Mello afirmou que o maior desafio em sala de aula hoje, é ensinar o aluno que não quer aprender. “Dentro das famílias já se perderam os valores. Percebemos que hoje as redes sociais vêm ganhando cada vez mais espaço, e de forma desenfreada, esta situação, vem comprometendo o ensino. Tenho muito orgulho da minha família de nove irmãos, sendo sete professores, onde a minha mãe além de genitora foi alfabetizadora de todos”. Hélio afirmou que sente orgulho de ser professor  e por ter trazido mais um título para Irati, junto das meninas do vôlei, que venceram  as seleções de Guarapuava, Londrina, Curitiba, Círculo Militar, Cambé e tantas outras, tornando-se campeãs paranaenses.

    Antes de concluir a Sessão, o Presidente Vilson Menon parabenizou o vereador e professor Hélio pelo trabalho e pelas conquistas. Menon também destacou a dificuldade dos professores no contexto atual. “Hoje a situação está invertida. No nosso tempo, os professores ensinavam e os pais educavam. Educação vem de casa”, concluiu.

Acompanhe a Sessão Ordinária completa, com os discursos dos parlamentares na íntegra no site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”.

 

 (Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI