Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Chefe da Secretaria do Trabalho do Estado esclarece sobre a obra do Centro da Juventude

Chefe da Secretaria do Trabalho do Estado esclarece sobre a obra do Centro da Juventude

por Administrador publicado 31/03/2016 10h12, última modificação 31/03/2016 10h12
Chefe da Secretaria do Trabalho do Estado esclarece sobre a obra do Centro da Juventude

Sidnei Jonaldo Jorge discorre sobre obra parada do Centro da Juventude

    Na Sessão Ordinária do dia 28 de março, a Tribuna Popular foi utilizada pelo chefe da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Irati, Sidnei Jonaldo Jorge, que a convite do Vereador Antonio Celso de Souza, esclareceu sobre o convênio nº 119/2009 entre o Governo do Estado e o Município no que diz respeito à obra do Centro da Juventude.

    De acordo com Sidnei Jorge, esta não é uma obra política, trata-se de uma obra ligada ao Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente, que tem as suas ações alicerçadas no Eca – Estatuto da Criança e do Adolescente, “uma obra necessária, não apenas para o município de Irati, mas para todos os municípios, onde a população encontra-se em situação de vulnerabilidade”.  “Em Irati estamos falando do convênio nº 119/2009, celebrado entre o Estado do Paraná e o Município de Irati. Diferentemente do que foi veiculado nos meios de comunicação, de que esta se tratava de uma obra somente do Estado do Paraná, afirmo que este convênio foi assinado, inclusive, pelo prefeito Odilon Burgath, portanto, existe sim uma parceria firmada e uma co-responsabilidade em relação à construção do Centro da Juventude”, destacou Sidnei.

    Ressaltando a importância dos Centros de Juventude, com exemplos de cidades onde o projeto já funciona, como Pinhais, Sidnei destacou o que contempla o nosso Centro: quadra poliesportiva; piscina semi-olímpica; pista de skate; laboratório de informática; biblioteca; sala de dança, sala multiuso; auditório de rádio e estúdio de gravação. Na sequência, o chefe da Secretaria do Trabalho fez uma breve retrospectiva dos oito Termos Aditivos consolidados na obra no período compreendido entre 29 de abril de 2010 a 30 de dezembro de 2015, somando o valor de R$ 2.738.000,00.  

     Sidnei citou todos os repasses realizados oficialmente por parte do Governo do Estado. “Em 2010 foram repassados R$ 919.000,00; 2011: R$ 926.000,00 e em 2012 foram R$ 170 mil, totalizando R$ 2.015.521,71. Além de repassar quase 80% da obra, ainda destinou R$ 200 mil para compra de equipamentos, que deveriam ser utilizados no espaço os quais, hoje, encontram-se nas dependências do CAM”. Ainda de acordo com Sidnei, no final do ano passado, o prefeito de Irati esteve a convite do Governo do Estado em Curitiba, onde foi firmado um compromisso junto ao Governador, o qual se comprometeu a repassar mais R$722 mil para a conclusão da obra, visto que neste período o espaço sofreu avarias, e inclusive foi atingido pela enchente em 2014. Conforme acertado, Jonaldo afirmou que esse valor já está disponível nos caixas do governo, ou seja, os recursos estão garantidos. “Vemos que neste momento precisamos apenas de bom senso para conclusão desta importante obra”.

     “Os recursos por parte do governo do estado estão assegurados em caixa. Nos resta agora aguardar um novo processo licitatório para que tenhamos finalmente no nosso Centro da Juventude Nagib Harmuch concretizado, atendendo crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social”.         

     O vereador Antonio Celso de Souza agradeceu a explanação do chefe da Secretaria do Trabalho, que esclareceu as informações sobre este importante espaço. “Agora nós temos uma garantia do Governo do Estado. No debate na rádio, o secretário de finanças do município repassou que não existia nenhum convênio e muito menos recurso. O que nos preocupou bastante, mas agora confiando na vossa pessoa e no trabalho desempenhado na secretaria, ficamos confiantes, acreditando que o nosso tão sonhado centro da juventude ainda pode ser concluído”.

      O Presidente Vilson Menon recordou, junto aos colegas de Casa, Rafael Lucas e Hélio de Mello e ao ex-vereador Sidnei Jorge, quando este projeto chegou à Câmara em 2009, o qual todos tiveram a satisfação de aprovar e avaliar o que seria o projeto para Irati. “E hoje vemos que nada avançou, já se passaram seis anos, quase sete e estamos na mesma situação. Espero que agora, assim como bem citou Sidnei, haja bom senso. Palavras chaves, para que na próxima licitação consigamos avançar e finalmente concretizar a obra”,concluiu.  

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI