Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Através de requerimento, Vereadores solicitam informações da Secretaria de Saúde sobre falta de medicamentos

Através de requerimento, Vereadores solicitam informações da Secretaria de Saúde sobre falta de medicamentos

por Rafaella Maier publicado 08/11/2017 16h20, última modificação 08/11/2017 16h18
Através de requerimento, Vereadores solicitam informações da Secretaria de Saúde sobre falta de medicamentos

11 projetos e um pedido de vistas foram aprovados na Ordem do Dia

   A Sessão Ordinária do dia 07 de novembro transcorreu com a leitura no expediente de quatro novos projetos de lei, oito indicações e um requerimento do Legislativo. Na Ordem do Dia, um pedido de vistas e 11 projetos foram discutidos e aprovados. Três vereadores fizeram uso da palavra-livre.

   No expediente, os vereadores apresentaram indicações ao executivo sugerindo o encaminhamento de um Projeto de Lei que estabeleça a concessão de desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) dos imóveis de propriedade de quem pratique o ato de adotar animais resgatados e cadastrados por ONGs e o encaminhamento de um Projeto de Lei que disponha sobre a concessão de isenção de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) às pessoas portadoras de necessidades especiais. Solicitaram também a realização de melhorias na Rua André Filipak, esquina com a Rua João Batista Anciutti, no bairro Alto da Glória; melhorias na Rua Manoel de Vasconcelos, localizada na região central – antigo “Gomes”, a qual encontra-se bastante danificada, prejudicando a passagem de pedestres e veículos; a criação de uma frente de trabalho para atendimento dos agricultores no que diz respeito à realização de melhorias das condições de acesso das estradas de roça; serviços de manutenção da iluminação pública, com a substituição das lâmpadas queimadas na comunidade de Cerro da Ponte Alta; serviços de patrolamento na estrada principal de Gonçalves Junior até Itapará, bem como, a reposição de cascalho em diversos pontos da via e a reconstrução da ponte localizada em Cadeado Santana (estrada sentido à comunidade de Água Fria e divisa com o município de Prudentópolis).

   Também foi apresentado requerimento pelo Suplente Douglas Conrado Goy, aprovado por unanimidade votos, para que seja enviado ofício ao Executivo requerendo informações da Secretaria Municipal de Saúde sobre a atual situação da Farmácia Municipal, considerando as frequentes notícias e reclamações sobre a falta de medicamentos e produtos farmacêuticos.

ORDEM DO DIA

   Na Ordem do Dia, em segunda votação foram aprovados por unanimidade de votos os PLs do Legislativo nº 030/2017 (Helio de Mello), que declara de Utilidade Pública no Município de Irati a “Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Estado do Paraná – ADECSUL”; nº 031/2017 (Helio de Mello, Nivaldo Bartoski e Valdenei Cabral da Silva), que declara de Utilidade Pública no Município de Irati a “Associação Comunitária Beira-Rio Linha ‘E’ de Itapará – “ACOBRITA” e o PL nº 032/2017 (Helio de Mello), que denomina a Rua “Sem Denominação”, localizada no bairro DER, de Rua Ladislau Bonki.

   Em primeira votação foram aprovados os PLs nº 136/2017, que autoriza o Executivo a receber em doação área de terreno correspondente a 422,90m², pertencente aos senhores Elvis Pabis, Katia Maria Pabis e Kelen Cristina Pabis, para fins de legalização da rua já existente, ou seja, Rua José Grachevski; nº 137/2017, autoriza a abertura de crédito adicional suplementar na importância de até R$ 595 mil para a Secretaria Municipal de Educação a ser utilizado com Transporte Escolar e melhorias/ reformas nas Escolas Municipais e Centros de Educação Infantil; nº 138/2017, autoriza o Executivo a abrir crédito adicional especial na importância de até R$ 22 mil, visando a devolução de saldo do convênio Quadra Esportiva na Escola Francisco Stroparo; nº 139/2017, autoriza a abertura de crédito adicional suplementar, no valor de até R$ 140 mil para as dotações do FUNREBOM – Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros, com recursos específicos arrecadados através das taxas de combate a incêndios; nº 140/2017, autoriza a abertura de crédito adicional especial no valor de até R$ 30 mil para o desenvolvimento de ações dentro dos CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, recursos estes oriundos do Governo do Estado do Paraná, através do Programa Família Paranaense – Adesão Espontânea e o nº 141/2017, autoriza a abertura de crédito suplementar especial no valor de até R$ 300 mil para pagamento dos serviços prestados na Coleta de Lixo Orgânico no Município.

   Do Legislativo foram aprovados em primeira votação os PLs nº 034/2017 (Roni Surek), institui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Irati a “Semana Municipal da Paz” e o PL nº 035/2017 (Suplente Douglas Goy), que dispõe sobre a entrega do Estatuto dos Funcionários Públicos do Poder Executivo do Município de Irati do servidor municipal do momento de sua posse e dá outras providências.

   Já o PL nº 033/2017 (Rogério Luís Kuhn), que institui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Irati a “Semana Municipal de Atenção a Primeira Infância” teve pedido de vistas feito pelo Vereador Wilson Karas aprovado por unanimidade de votos.

PALAVRA-LIVRE

    Douglas Conrado Goy citou o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem realizado no último dia 5, que teve como tema na redação: Desafios para formação de surdos no Brasil. “Um tema muito bem escolhido, que trouxe o debate sobre a acessibilidade, além de conscientizar sobre as dificuldades dessa classe e de outras que também possuem alguma necessidade especial. Me aprofundei sobre o tema e me deparei com vários trabalhos que já foram realizados em Irati. Inclusive, parabenizo um mercado da nossa cidade, que tem em seu grupo de funcionários uma moça com deficiência auditiva. Espero que as empresas cada vez mais se conscientizem que a surdez, ou qualquer outra deficiência, não torna ninguém incapaz”, destacou Goy que sugeriu ao prefeito projetos de lei voltados a área. “Um deles estabelece gratuidade do Estar na utilização de qualquer vaga por portadores de eficiência e idosos, pois é sabido que as vagas na cidade são limitadas, causando transtornos a esse grupo”. Douglas citou também o Projeto Social “Um Sorriso a mais no Natal”, que está sendo desenvolvido por jovens, o qual objetiva atingir pelo menos mil crianças em bairros carentes e interior do município. “Já está sendo realizada a coleta de brinquedos novos e usados, além de doces e alimentos não perecíveis. No dia 24 de dezembro, acontecerá a entrega de cestas básicas, e no dia 25, a entrega dos brinquedos e doces. Os locais de arrecadação são o Corpo de Bombeiros e o Sesi. Vamos todos juntos fazer o Natal destas crianças mais feliz. Fazer o bem sem olhar a quem é a coisa mais incrível desse mundo, e com certeza a vida irá nos retribuir”, concluiu.

   O 1º Secretário Marcelo Rodrigues destacou o questionamento feito pelo vereador Rogério Luís Kuhn na semana passada, o qual disse que a fiscalização em relação a Aciai parece retaliação por causa do Observatório Social de Irati. “Em momento algum discordamos do que representa a Aciai para Irati. Sobre a questão do OBS local, estivemos em Curitiba e protocolamos as questões que vem ocorrendo no município. Conversei pessoalmente com a Roni, esposa do Presidente do Observatório Social do Brasil, Ney da Nóbrega Ribas. E em conversa com o Ney por telefone, o mesmo nos afirmou que vem para Irati e está à disposição da Casa. Informamos a ele que apoiamos o Observatório local, queremos que a instituição progrida e fiscalize, pois não podemos condenar o saco de laranja por causa de duas ou três laranjas podres, que estão infiltradas lá”, explicou Rodrigues afirmando que o único pedido foi para que fosse respeitada a Lei. “Inclusive o Presidente do Observatório do Brasil disse que não comunga da forma com que o Observatório de Irati agiu na Casa com nariz de palhaço”, contou o vereador afirmando ainda que em Irati tem 60 mil habitantes, “mas tem um cidadão que está se achando o dono da razão”, lamentou dizendo que esta Casa de Leis não é contra ao Observatório Social e nem a Aciai, “simplesmente queremos que seja seguida à risca a lei”. Marcelo teceu elogios ao Presidente da Aciai, Oscar Muchau, “uma pessoa exemplar, um homem digno que toda vida me respeitou e agora a Aciai, com certeza, irá nos agradecer por este momento histórico, onde será regularizada a questão da entidade”, comentou o vereador reiterando o apoio a Aciai e ao Observatório local. Sobre a questão dos subsídios dos vereadores, Marcelo disse que é o primeiro a assinar a redução dos salários, até para um salário mínimo e não para dois, declarando-se- de também favorável ao aumento de vagas na casa, de 10 para 13 com um salário mínimo. “Mais vagas é mais representação na comunidade”, concluiu

   Referindo-se ao mencionado pelo vereador Marcelo, o Presidente Helio de Mello disse que esta Casa quer parceiros e não concorrentes. “Nunca deixamos de receber ninguém, graças a deus, no nosso país, a democracia diz que não precisa ser advogado, nem contador, muito menos trabalhar num banco e estar aposentado para ser vereador. Esta casa é composta por muitas classes, mas uma coisa que nunca poderão nos questionar é sobre o voto. Cada um dá o seu voto de acordo com seus conceitos, valores e com a educação que teve na vida. Aqui em Irati não tem Sérgio Moro e muito menos ladrão quem nem Brasília. As vezes da impressão que esta casa é citada e vista como o Congresso Nacional, somos cidadãos, trabalhamos, e as vezes não podemos desenvolver nosso trabalho porque temos que ficar respondendo processo por calúnia. É tão bom estar do outro lado da tela, venham nos ajudar e nos dar força. Estou à disposição e entendo que quando a carapuça é jogada, quem se sentir dono dela poderá vestir. E vou além, vá pedir voto, seja candidato, sinta na pele. Muitas vezes é mais fácil criticar, por isso que estamos no mundo que estamos, de pessoas que comungam e que vão na igreja professam sua fé, mas somente no espaço físico, na vida vivem como camaleões, nos grupos sociais fazem doação e no outro grupo furam o olho”, lamentou.

   Sobre as indicações apresentadas de sua autoria, Mello comentou sobre a comunidade do Cerro da Ponte Alta. “Existem várias lâmpadas queimadas, solicito providências”. Em relação a estrada de Gonçalves Júnior a Itapará, Helio pediu manutenção, pois estão surgindo encalhadores, atoleiros, “precisa de uma patrola para amenizar a situação, pois as pedras estão aparecendo”. O Presidente comentou ainda que sugeriu ao executivo, mais uma vez, a criação de uma frente de trabalho para atendimento às estradas de roças. Por fim, contou sobre a visita feita na 1ª Feira Iratiense de Empreendedorismo e Inovação no Parque Aquático, “uma importante inciativa da secretaria de desenvolvimento econômico e da secretaria de educação, que objetiva despertar nos alunos, desde cedo, o gosto pelo empreendedorismo. Que esta 1º Feita seja um pontapé inicial para tantas outras feiras no município’, concluiu.

Acompanhe a Sessão Ordinária completa, com os discursos dos parlamentares na íntegra no site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”. 

(Assessoria Câmara Municipal de Irati)

 

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

NAVEGUE AQUI